COMO CLASSIFICA O PDM ESTE TERRENO DA CML?

Quisemos saber mais e procurámos saber como estava ordenado o espaço verde de que falamos. Descobrimos informação muito relevante...

CARTA DE RISCOS DO

PLANO DIRETOR MUNICIPAL

O terreno da CML, com forte inclinação, está classificado
como tendo
"RISCO MODERADO E ELEVADO DE MOVIMENTOS DE MASSA"

Gestão de riscos em meio urbano

Com o crescimento da cidade dá-se um aumento das áreas impermeabilizadas, o que provoca um aumento do caudal das águas superficiais e, posteriormente, do caudal do sistema de drenagem, levando-o à ruptura  e aumentando o risco de ocorrência de grandes inundações. Estas águas, depois levadas até ao Rio Tejo -- linha de água a céu aberto mais próxima --, são desperdiçadas: não são reutilizadas nem filtradas e arrastam consigo os poluentes produzidos pela actividade humana (como o uso do automóvel).

Um outro risco da impermeabilização é o da erosão e compactação do solo, uma vez que os lençóis freáticos deixam de ser recarregados, levando à ruptura do solo, abrindo buracos nas ruas e conduzindo à ocorrência de derrocadas.

A terra e a vegetação são a solução optimal para reter e atrasar naturalmente as águas e para estabilizar as vertentes.

 

CARTA DE QUALIFICAÇÃO DO SOLO DO

PLANO DIRETOR MUNICIPAL

O terreno da CML está classificado
como
"ESPAÇO VERDE DE RECREIO E PRODUÇÃO"

Uma quinta com terreno hortícola, pomares e pasto: um espaço de produção com história

Existe intenso registo fotográfico, do início do século XX, que mostra este terreno intensa e ordenadamente cultivado. Hoje, noutros moldes, verifica-se a característica de permanecer um espaço de produção: além das variadas árvores de fruto existentes (ameixoeiras, videiras, pessegueiros, limoeiros, abacateiros, oliveiras, bananeiras, entre outras), persistem alguns espaços de horta mantidos por moradores dos bairros circundantes.
O futuro, assim inscrito no PDM, deverá proteger esta riqueza e fazer cumprir este desígnio: manter o terreno enquanto verdadeiro "espaço verde de recreio e de produção".

CARTA DA ESTRUTURA ECOLÓGICA DO

PLANO DIRETOR MUNICIPAL

O terreno da CML está classificado
como
"ESPAÇO VERDE"

A importância da Estrutura Ecológica na gestão dos riscos


No actual PDM de Lisboa, além de registadas as áreas de vulnerabilidade às inundações e as áreas de susceptibilidade de ocorrência de movimentos de massa em vertentes, estão também identificadas outras áreas que podem ajudar a gerir esses riscos, pretendendo diminuir a oportunidade destas ocorrências.

Encontram-se nessa categoria os logradouros verdes permeáveis a preservar e os espaços verdes (sobretudo aqueles que coincidem com as áreas de maior risco de ocorrência de movimentos de massa em vertentes, como é o caso das áreas verdes em torno da igreja e convento da Penha de França, Monte Agudo, Nossa Senhora do Monte e encosta do Convento da Graça (que numa inteligente decisão foi transformado em novo jardim público da cidade)).